quarta-feira, 21 de novembro de 2007

SEM COMENTÁRIOS!

Segundo o Rádio Clube Português, "O ministério da Educação contratou duas vezes o mesmo advogado para fazer o mesmo trabalho.

No primeiro contrato, o advogado João Pedroso comprometia-se a fazer um levantamento das leis sobre a Educação e ainda a elaborar um manual de direito da Educação. O trabalho deveria estar concluído até Maio de 2006, mas tal não aconteceu. Apesar de não ter sido concluído nos prazos previstos, o advogado recebeu a remuneração.

Ainda assim,o ministério fez depois com João Pedroso um novo contrato com os mesmos objectivos, mas a pagar uma remuneração muito mais elevada. Em vez dos iniciais 1500 euros por mês, João Pedroso passou a receber 20 mil euros/mês.

Perante estes factos, o ministério da Educação justifica-se dizendo que os objectivos do primeiro contrato não foram cumpridos por erro de avaliação. O secretário-geral do ministério assume as responsabilidades da tutela. Ao Rádio Clube, João da Silva Baptista diz que o ministério não soube avaliar o volume de trabalho que entregou à equipa liderada por João Pedroso da primeira vez.

Por causa do erro de avaliação, o ministério da Educação acabou por ficar sem possibilidade de exigir a João Pedroso para acabar o trabalho pelo qual foi pago e decidiu por isso pagar mais e renovar o contrato.

João Pedroso, contactado pelo Rádio Clube, recusou comentar os contratos que assinou com o ministério da Educação, remetendo todos os esclarecimentos para o Governo.

Uma notícia Rádio Clube investigada pelo jornalista Nuno Guedes."

12 comentários:

GR disse...

Pior é impossível!
Quem avalia o Ministério da Educação???
Gastos totalmente descontrolados.
O João Pedroso, sempre metido em embrulhadas!
Metem nojo!

GR

Vasco disse...

Sem comentários... mas do nosso julgamento não se livram!

samuel disse...

Caro Pedro Namora

O seu comentário (e o útil link) no "Anónimo do Séc.XXI, fez-me decidir visitar o seu blog e dizer-lhe o que felizmente muitos amigos já lhe disseram...
O seu desassombro e "teimosia" na defesa das vítimas e no que de mais acredita, não tem preço!
Você não deve conhecer-me. Nem de círculo de amigos comuns (acho eu), nem das cantigas.
De qualquer modo não o visitei para cantar, foi mesmo só para deixar um abraço.

Anónimo disse...

Lamentável, tal como o meu amigo convivo com gente de baixa estirpe, que vivem (ebem) à sombra da protecção de padrinhos poderosos da política.Eszsa gentalha como esses Pedrosos&CªLda, mereciam uma lição, que no tempo do meu pai era dada com pau de marmeleiro e a puxar uma carroça pelo pescoço carregada de feno...escumalha de merda.

O Viriato disse...

Filhos da P..., chulos, delinquentes e criminosos, para além de gatunos, corja de malfeitores, abutrs dum povo que morre de fome...

Meu Deus até onde levaram o Meu Rico País?

Que mais terá de ocorrer para o Exército se sublevar e endireitar esta mixórdia, ou será que até esta instituição qur tornar-se cumplice desta Merda...

josé manangão disse...

Pedro
Eles comem tudo!

JÁ SE FAZEM ANUNCIAR
PROCURANDO NOVOS RETIROS
ESTÁ NOVAMENTE A CHEGAR
UMA NOVA ERA DE VAMPIROS.

E não deixam nada!

Um abraço do tamanho do Mundo.
José manangão

luis disse...

e tudo a mesma seita,eles alimentan-se tods a custa de todos
nos,sao uns piratas.

GR disse...

Compreendo a tua/nossa indignação!
Mas não queiras ser governado por coronéis (militares)!
Não te esqueças do Chile, Brasil, Grécia, Espanha, Peru, Bolívia, Uruguai, Argentina, entre outros. Todos esses países foram governados por generais ou juntas militares.
Após tantas dezenas de anos, ainda procuram filhos (na altura bebés e crianças) retirados violentamente dos pais ou familiares, para serem adoptados por famílias de extrema-direita ou “usados” para práticas sexuais.

GR

fotógrafa disse...

Este João Pedroso, não é irmão do outro...Paulo Pedroso???!!!???
que raio de gente é esta?
bem cantava Zeca Afonso, os VAMPIROS.....
Eles comem TUDO(rsrsrs) e não deixam nada...
um come a nossa massa...o outro...o resto...rsrsrsrs
Ó Pedro Namora, desculpe, mas até dá tanto vómito, que vale mais rir...para não chorar!
Um abraço

Bolota disse...

Ouvi Felícia Cabrita ser entrevistada na RTPn, no noticiário das 22, sobre os 5 anos que medeiam o início do processo Casa Pia.

Mas, fiquei com a estranha sensação que lhe cortaram o pio imediatamente a seguir a ela se mostrar escandalizada da formas como Paulo Pedroso foi recebido na Assembleia da Republica depois de ser libertado.

Fará esta minha suspeita algum sentido??...é que se faz, José Rodrigues dos Santos tem razão…e, se tem razão…ao contrário do que diz a Administração da RTP, este órgão de informação está governamentalmente manipulado.
Logo, o processo disciplinar de que é alvo devido a sua denuncia não faz sentido.

Digo eu…

Anónimo disse...

Vale a pena perder 1m a lêr esta carta.

--------------------------------------------------------------------------------

Ex.mo Senhor Ministro das Finanças

Victor Lopes da Gama Cerqueira, cidadão eleitor e contribuinte deste País,
com o número de B.I . 8388517, do Arquivo de identificação de Lisboa,
contribuinte n.º152115870 vem por este meio junto de V.Ex.a para lhe fazer
uma proposta:

A minha Esposa, Maria Amélia Pereira Gonçalves Sampaio Cerqueira, foi vítima
de CANCRO DE MAMA em 2004, foi operada em 6 Janeiro com a extracção radical
da mesma.

Por esta "coisinha" sem qualquer importância foi-lhe atribuída uma
incapacidade de 80%, imagine, que deu origem a que a minha Esposa tenha
usufruído de alguns benefícios fiscais.

Assim, e tendo em conta as suas orientações, nomeadamente para a CGA, que
confirmam que para si o CANCRO é uma questão de só menos importância.

Considerando ainda, o facto de V. Ex.ª, coerentemente, querer que para o ano
seja retirado os benefícios fiscais, a qualquer um que ganhe um pouco mais
do que o salário mínimo, venho propor a V. Ex.ª o seguinte:
a) a devolução do CANCRO de MAMA da minha Mulher a V. Ex.ª que, com os meus
cumprimentos o dará à sua Esposa ou Filha.
b) Concomitantemente com esta oferta gostaria que aceitasse para a sua
Esposa ou Filha ainda:
c) os seis (6) tratamentos de quimioterapia.
d) os vinte e oito (28) tratamentos de radioterapia.
e) a angustia e a ansiedade que nós sofremos antes, durante e depois.
f) os exames semestrais (que desperdício Senhor Ministro, terá que orientar
o seu colega da saúde para acabar com este escândalo).
g) ansiedade com que são acompanhados estes exames.
h) A angústia em que vivemos permanentemente.

Em troca de V. Ex.ª ficar para si e para os seus com a doença da minha
Esposa e os nossos sofrimentos eu DEVOLVEREI todos os benefícios fiscais de
que a minha Esposa terá beneficiado, pedindo um empréstimo para o fazer.

Penso sinceramente que é uma proposta justa e com a qual, estou certo, a sua
Esposa ou filha também estarão de acordo.

Grato pela atenção que possa dar a esta proposta, informo V.Ex.a que darei
conhecimento da mesma a Sua Ex.ª o Presidente da República, agradecendo
fervorosamente o apoio que tem dispensado ao seu Governo e a medidas como
esta e também o aumento de impostos aos reformados e outras...

Reservo-me ainda o direito (será que tenho direitos?) de divulgar esta carta
como muito bem entender.

Como V. Ex.ª não acreditará em Deus (por se considerar como tal...) e por
isso dorme em paz, abraçando e beijando os seus, só lhe posso desejar que
Deus lhe perdoe, porque eu não posso (jamais) perdoar-lhe.

Atentamente> 19/Outubro/2007> Victor Lopes da Gama Cerqueira
__________________
Não roubem o estado, eles não gostam de concorrência

Beta disse...

Mais do que nunca,o poeta deveria gritar:

"Voçé tem-me cavalgado,
seu safado!
Voçe tem-me cavalgado,
mas nem por isso me pôs
a pensar como voçê.

Que uma coisa pensa o cavalo;
outra quem está a montá-lo."
A História da Moral
Alexandre O'Neill

E "quem luta,nem sempre ganha,mas quem não luta,perde sempre", lembras-te camarada?
Um abraço grande e forte.