sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Aos meus amigos

Sabia, desde o dia em que decidi lutar contra a máfia pedófila, que as dificuldades seriam substanciais. Contudo, surpreendeu-me a violência da resposta e a diversificada coligação de padrinhos a tudo dispostos.

No designado processo Casa Pia 1, valeu tudo: sabem-no as vítimas, os investigadores, os magistrados e todos quantos resistiram. O pivot de todas as agressões é um criminoso de delito comum, que criou um site onde os bandidos que foi arregimentando babaram as habituais enormidades. Feliz ou infelizmente, nunca consegui encontrá-lo. Como todos os cobardolas e sobretudo como os que defendem os abusadores sexuais, ataca e foge.

Hoje, o mesmo bandido disparou novamente contra mim, a partir do pasquim que neste processo imundo sempre defendeu os arguidos. Disparou de forma mentirosa e tão assumidamente canalha, que nem sequer me foi dada a oportunidade de contraditar o lixo que bolsaram.

Por isso, e em primeiro lugar, quero dizer-vos que, a exemplo do que sucedeu recentemente com outro difamador, pedirei ao bandalho responsabilidades no local certo: os tribunais!

Em segundo lugar, quero fazer-vos um apelo: neste processo, o que está em causa é a luta contra a pedofilia em geral e, contra os que, dentro e fora da Casa Pia, atacam de forma bárbara crianças desprotegidas. Por isso, o Pedro Namora é irrelevante, e não pode servir para que os bandidos desviem as atenções do que é fundamental.

E o fundamental é que eles conseguiram atrasar o processo para que nunca se faça justiça. E agora vão de novo sujeitar as vítimas à violência de novos exames. Isto quando se sabe que as vítimas falaram verdade e não há um único pedófilo que não seja um mentiroso experiente.

O fundamental é que a rede pedófila mantém dentro da Casa Pia elementos, perfeitamente identificados, que alimentam os pedófilos e a indústria de que vivem. Bandidos que , mesmo sem que tenha terminado o primeiro processo, já se sentem à vontade para fornecer crianças a arguidos poderosos.

O fundamental é percebermos que a presidente da Casa Pia foi nomeada para as funções pela mesma gente que tempos antes combateu as vítimas de forma cruel.

O fundamental é exigirmos que o governo faça alguma coisa em defesa das crianças. Por mim, continuarei a lutar. Sei que se alguma vez revelasse os nomes dos bandidos envolvidos, teria que pedir asilo político a outro país. Mas se lutarmos, colectivamente, poderemos diminuir o espaço de actuação desses criminosos.

Há minutos, vindo com os meus filhos pela mão, uma senhora perguntou-me se não tinha medo. Respondi-lhe que não. Afinal, mesmo que alguma coisa me sucedesse, sei que eles poderiam contar convosco. Obrigado.

27 comentários:

zemanel disse...

Pedro,
Um forte abraço solidário.
A ignomínia não passará.
Sinceramente, faltam-me palavras.
Zé Manel

Fialho disse...

Caro Pedro,


Sobre os meandros da Casa Pia, sei tanto sobre o assunto, como um lagar de azeite. Dai, não me poder prenunciar para alem do que é público.
E o que é público é que: por exemplo Paulo Pedroso, não vai a julgamento.
Mas sem antes, deixar de estar preso uma série de meses, inocente??? Se calhar sim…mas, a minha questão é esta:

“ Como é que uma figura pública em ascensão é preso, supostamente por engano…até porque saiu sem provar a sua inocência mas devido aos buracos da lei e, sai e fica calado, até desculpando quem ultimamente lhe aponta o dedo directamente???.”

Amigo, vou-lhe chamar-lhe assim, porque é assim que trato com quem concordo.
Forçaaaaaaaa, acho que encontrou a forma correcta de fazer chegar a quem está indignado com tudo o que se está a passar. Tão indignado que me atrevo dizer isto: Inocentes?? Inocentes são as crianças.

Um abraço

amigona avó e a neta princesa disse...

Sempre, Pedro! beijo...

GR disse...

Mas há alguém acredite nesse nojento pasquim mediático, com insultos a soldo dos hediondos monstros?
Fiz um exercício de memória:
Durante um razoável período de tempo o dito pasquim, não falou uma única vez de ti!
Por “coincidência” ou terá sido por ordem de quem estão a ser chefiados, logo após a entrevista dada na SIC, aparece uma série de insultos, difamações! Pensam que continuam a baralhar! não os sabia tão estúpidos e primários!
Demonstram um imenso desespero, esgotaram as mentiras??? Todos aqueles que defendem os pedófilos caíram no ridículo. Estão a fazer a política do medo, vigiam, escutam, caluniam, reproduzem a vergonhosa política dos “deles” PS, são um nojo!
Todos têm repulsa das figuras públicas!
Ninguém se atreve a proferir, determinados nomes quando se fala de antigos programas de televisão! Se o fazem dizem “salvo seja”. A voz do povo diz o que sinceramente sente!
Eles perderam a batalha, nas tramas urdidas pela sua própria Rede!
Muitos blog's falam do assunto e mostram solidariedade(o Canhotices fez um comovente post)
O teu último parágrafo é assustador! Exijam toda a protecção policial, a que têm direito e que nós reivindicamos!

Um forte abraço muito solidário,
para todos que contigo lutam e também para ti,
GR

josé manangão disse...

Pedro ao ler o teu ultimo parágrafo, quero deixar-te uma certeza.
Só precisas dizer onde e quando,poderemos ser-te uteis!
josé manangão

Maria disse...

Claro que podem, Pedro, mas não será preciso. Que ninguém te ponha um dedo em cima!
Sinto uma impotência total, nem sei o que se pode fazer a não ser acompanhar de perto e estar solidária.
Tudo isto é um nojo. Tudo isto é um vómito.
Continuo atenta, claro.
Desejo o descanso possível no fim-de-semana

Abraço-te

Camilo disse...

Será que o povo português, o "nobre povo"...
ficará de braços cruzados, depois desta farsa judicial?
-Espero bem que não!!!

Hugo disse...

Caro Pedro, sinceramente acho que deve colocar cá para fora tudo o que sabe! Nós, opinião pública temos que saber tudo! Temos que saber os jogos de poder que nos rodeiam! Obrigado.
Hugo

tripeira disse...

Não tenha medo, porque toda a gente sabe que aquilo que os bandalhos pedófilos pretendem é calar vozes incómodas para eles, verdades e factos que os prejudiquem, para deste modo continuarem a fazer o Mal e continuarem impunes... não tenha medo, porque as pessoas de bom carácter e que são contra a pedófilia estarão para sempre gratas a si e estarão sempre ao seu lado... não tenha medo, porque as pessoas de Bem acreditam que aquilo que se escreve e diz contra si, não passam de manobras de diversão para o desacreditar e desmotivar... Força! Não se sinta sózinho nessa "luta", tem o apoio de uma grande franja da sociedade, arrisco dizer, da maioria, do qual os comentários no seu blog disso são exemplo. Bom fim de semana :-)

Manuel Augusto Araújo disse...

Pedro
As lutas são sempre díficeis, e essa em que estás empenhado ainda mais porque mexem com a imagem de virtudes públicas que o poder e os que detém o poder querem dar barricados naquela ficção que é o estado direito que é sempre o direito do mais forte á liberdade! Mercenários da escrita existem muitos e de muitas formas, das mais brutas ás mais subtis. Ainda na semana passada fiquei estupefacto com as artimanhas que um dos jornais ditos de referência fazia para com grande subtileza lavar a imagem do Jardim Gonçalves a bem da imagem do mundo da finança e da especulação! Agora o ataque que te fazem é de freio nos dentes, faz-nos lembrar os filmes sobre a mafia, os sopranos só que de forma mais "civilizada" tentam a anular o perigo, o inimigo, sim porque tu és um inimigo dessa gentalha!!! não era preciso isto para ser uma honra ser teu amigo mas com ataques destes maior é a honra!!!
Um grande abraço

Fernando Samuel disse...

Eles andam por aí, Pedro: os que roubam e violam direitos dos trabalhadores - dos homens, das mulheres, das crianças.
São monstros, contra os quais é necessário lutar, prosseguir sempre, todos os dias, a nossa luta colectiva.
E vencê-los-emos. Para isso vale a pena lutar.

Um abraço amigo e solidário.

José António Passos disse...

Caro Pedro,

Somos milhares, milhões que estamos contigo. Um povo inteiro que acompanha a tua luta tão gigantesca, corajosa, desigual, mas tão absolutamente necessária.

Admiramos-te tanto e com tanta intensidade quanto o repúdio que sentimos por essa gentalha criminosa, mentirosa e invertebrada.

Obrigado por te teres comprometido. Representas um povo inteiro em combate. Serteemos agradecidos para sempre.

Um abraço

Sérgio Ribeiro disse...

Claro que podes contar connosco, Pedro! Porque todos o queremos e porque todod o devemos, a ti e a essa luta que te transcende.

Um grande abraço

campaniça disse...

Camarada, a nossa luta não é fácil mas a tua é particularmente difífil. Tens coragem e determinação e ainda bem que és advogado, pois moves-te num terreno perigoso e os alçapões devem ser muitos. Ainda bem que te não falta sangue-frio para,assim, seres mais eficaz. Força! Conta conosco.Felizmente somos muitos.

Mariana Rafael - Covilhã

Carreira disse...

há momentos em que sinto alguma vergonha em ser português. Sempre que me falam no assunto «Casa Pia» sinto ódio por todos aqueles que praticaram e praticam actos vergonhosos com crianças e jovens.,
Força Pedro.
Não desista|

Antuã disse...

Eles são criminosos com o poder nas mãos, todavia, não podemos dar-lhes a oportunidade de pensarem que temos medo. sabemos que eles são capazes de tudo o que há mais repugnante, porém, temos que os enfrentar de frente. eles são uns cobardes. Eles atacam os mais fráfeis ou que pensam ser os mais fracos. que o digam as pessoas com deficiência ou os pensionistas. sabiam que um convidado para os prós e Contras têm que enviar para este programa com antecedência as perguntas que vão fazer ao senhor ministro?!... pois é assim. Lutemos e estejamos unidos. Sobretudo jamais desamparemos os que têm a coragem de enfrentar cara a cara estas feras neofascistas.

Fialho disse...

Duas ou três questões:

O que terá levado a Provedora Jaquina a desmentir a ex-Catalina, e ao falar com o PGR entrar no mais profundos dos silêncios??

Porque deu em nada o “ Envelope 9 “ envelope que levou o ex-Presidente da Republica a falar ao país, preocupadíssimo…qual golpe se estado???

Por detrás desta espessa cortina se silencio…o que levará estes políticos da treta a não se darem conta que quanto mais o caso Casa Pia se arrastar, maior é a suspeição e, maior é o espaço de manobra para que o povão desinformado mas atento, lhes chame p@nascas, até porque nem sabem quem são???
Resolvido este caso, vindo a lume nomes, mesmo que os casos tivessem prescrito, sabíamos…é fulano e não beltrano.
Digo eu, que a exemplo de muitosssssssssssssssssssssssss, não pescamos nada disto…

Forçaaaaaaaaaaaaaaaa, um abraço

Clara Sousa disse...

Pedro Namora

Obrigada por tudo o que faz pelas crianças. A sua luta tem efeitos no passado, no presente e no futuro: é uma luta pela criança que há em cada um e em cada uma de nós, é uma luta por todas as crianças de hoje e por todas as de amanhã. Mesmo quem não o conhece pessoalmente, é seu amigo e sua amiga e está unido(a) ao seu coração. É como se o conhecessemos desde sempre, como se fossemos uma parte de si.

carlos silva disse...

caro pedro namora,
a onda gigantesca de revolta pela tentativa de safar os pedófilos em julgamento, pela demora da justiça e porque acreditamos que apenas temos a ponta do iceberg, leva-me a que pondere, mesmo como o julgamento a decorrer, da realização de um acto público de apoio aos miúdos da Casa Pia, à Dr. Catalina e a todos os que se batem, como tu, pela verdade, dignidade e liberdade...
uma baraço solidário e fraterno

Maçã de Junho disse...

Estamos...
Estamos Sempre!
Para o que der...


Maçã de Junho

Mentiroso disse...

Triste de dizer, mas neste país não se pode contar com ninguém. Excepções à parte, só corruptos e malvados se entre-apoiam com eficiência. É que estão treinados na malvadez, dela fizeram a sua profissão e modo de vida. Os outros andam por aí ao trambolhão e sem qualquer orientação. Tudo, mas tudo na vida nacional o testemunha. Pode-se fazer o que se quiser deste povo que ele berra e gesticula, mas nada mais, “Cão que ladra não morde”, os que sugam o povo sabem-no bem, pelo que quanto mais latidos ouvem mais confiantes se sentem.

maria disse...

Quando não podemos confiar nos tribunais em quem podemos confiar? Não sou adepta da justiça popular mas penso que está a ser necessária a organização de manifestações populares que mostrem o descontentamento com tanta injustiça. Muita força e toda a minha admiração. Os seus filhos devem ter muito orgulho do pai que têm...

Delfina Rodrigues disse...

Meu caro Pedro (deixe-me que o trate assim). Todas as lutas são difíceis; se o não fossem teriam outro nome qualquer que não luta. Mas o que faz delas importantes e meritórias é a justeza dos seus objectivos. E os seus são do mais nobre que podemos encontrar: dar voz a quem não a tem, abraçar a causa dos mais fracos, dos que, pela idade e pelas circunstâncias não se podem defender.
Não se deixe intimidar; não se deixe abater. Note que não estou a falar dos que o injuriam e caluniam. Esses sempre existirão e a melhor arma contra eles é o nosso desprezo e a nossa pena. Porque são verdadeiramente dignos de pena! Estou a falar desta apatia tão genuinamente portuguesa, deste deixa andar para ver se esquece, dos mil e um fait divers para desviar a atenção do que é fundamental, da impunidade que vigora em Portugal, que deixa livres os autores dos grandes desfalques e mete na cadeia quem supostamente rouba um creme no valor de 2 euros. É isso que pode derrotar quem tem valores, quem segue princípios, quem demonstra carácter. O Pedro é um lutador.Neste país, ultimamente tão pobre de referências, você é um estímulo. É aquela résteazinha de brio que nos faz sentirmo-nos bem na nossa pele. Estamos consigo.

ALTE PINHO disse...

Fiquei enojado ao ler hoje o “24 horas”. Essa personagem repelente que dá pelo nome de Jorge Van Krieken – que se diz jornalista, mas que não é mais do que um escrevinhador a soldo -, voltou a atacar para lançar o seu lodo doentio contra o advogado Pedro Namora, numa manipulação evidente de factos, aliás já abundantemente esclarecidos pelo advogado – e sobre os quais nem vou perder tempo a desmontá-los.


Porém, há uma circunstância em particular que me merece um comentário. A páginas tantas, Krieken faz referência ao dono de um restaurante (da Ajuda) que teria identificado Pedro Namora em idas ao seu estabelecimento, algumas delas na companhia de Carlos Silvino. Tal referência está associada a uma notícia, então publicada pelo “Jornal de Notícias”, que, na minha presença – e devidamente registada em áudio –, foi prontamente desmentida pelo empresário de restauração.



Por aqui se percebe a “ética” subjacente ao trabalho “jornalístico” do biltre.

Anónimo disse...

Caro Pedro Namora (permita que o trate assim)

Depois de tantos desafios, qual a razão de tanta dificuldade em identificar o autor do artº 30???
Será que o autor tem vergonha ou medo de dar a cara na sua defesa....
Muita, muita força!

Anónimo disse...

Pedro,

Confirma que as maçonarias estão implicadas até à ponta do cabelo?

- Que foi fundada uma Loja Maçonica entre os ex/alunos da Casa Pia;
- Que todos os directores eram iniciados à excepção de Catalina Pestana;
- Que há Lojas mistas maçonicas onde os fraternos cumplices do Grande Oriente Lusitano e da Grande Loja Regular de Portugal se encontram, e ambos escamoteiam e dão cobertura aos crimes e criminosos pedófilos?

Força!

Anónimo disse...

Caro amigo,tenho por si um profundo respeito,quero dizer-lho.
Por si e por todos,os poucos,que sabendo da verdade têm a coragem de públicamente enfrentar o monstro político partidário,que entre concluios e cumplicidades atenta contra a inocência das crianças desprotegidas.
A solidariedade das pessoas,não duvidando da sua sinceridade,é intangivel e creio que não vos servirá de muito.
Escrevo-lhe estas poucas palavras para lhe pedir que publiquem na Net,seja qual for a fórmula que encontrem para não serem atropelados pelo polvo,a lista dos pervertidos.Não para satisfazer qualquer curiosidade,antes para os dar a conhecer ás pessoas que pagam toda esta palhaçada.Para que não saiam incólumes desta chafurdice em que mergulharam os inocentes e a nação.
Prestem esse serviço a todos nós,Não permitam que o anonimato os caucione.Salvo erro foi o senhor que frisou que estes criminosos não cessarão a sua actividade de moto próprio.
Fico surpreendido por todos,mesmo os cidadãos honrados colaborarem em esconder a identidade dos crápulas.Eles não têm esse escrúpulo consigo,uma vez que tentam afanosamente enlamea-lo.