sábado, 10 de novembro de 2007

Um agressor das vítimas

Quem tenha acompanhado com um mínimo de atenção o processo Casa Pia, conhece, pelo menos de nome, Jorge Van Krieken da Mota, o cobardola da foto que há mais de cinco anos se dedica a perseguir as vítimas dos pedófilos e a descredibilizar a investigação. Agora ataca escondido na zona de Portalegre, onde rodeado de galinhas se dedica à prestativa tarefa de difamar por encomenda.


Habitualmente actua sob disfarce, o que dificulta o reconhecimento da sua acção criminosa. Deixamos aqui esta foto rara, uma vez que o personagem é avesso a câmaras, vá-se lá saber porquê. Durante anos, este biltre produziu toneladas de lixo sob a forma de um blogue que sistematicamente difamou os investigadores, os magistrados, as vítimas, e os que persistiram na luta contra os pedófilos.


Inventou sempre as calúnias mais disparatadas e quando convidado a comparecer para provar as patranhas que difundiu, escondeu-se como as ratazanas, grunhindo impropérios. Sistematicamente, deu a entender que conhecia todo o processo e que possuía documentação que demonstrava a inocência dos arguidos cuja protecção assumiu.


Sucede, porém, que, quando chamado a tribunal, o impostor revelou a sua verdadeira natureza: como referiu o jornalista do Diário de Notícias, Carlos Rodrigues Lima, em 9 de Novembro de 2006, “Ao fim de dois dias de depoimento, e de acusações ao Ministério Público e à Polícia Judiciária de manipulação e ocultação de provas, o jornalista Jorge Van Krieken (um dos envolvidos no caso do Envelope 9) admitiu, ontem, não ter documentos que não constam do processo e que poderiam demonstrar a inocência dos arguidos, mas sim "informações". (…)

Foi já ao final da tarde que, após insistência de José António Barreiros, advogado das vítimas, Jorge Van Kriken acabou por dizer que apenas conhece o processo da Casa Pia "provavelmente até ao volume 70" e que não falou com jovens que apenas acusam Carlos Silvino. Retomando as acusações do jornalista sobre ocultação de provas e manipulações, Barreiros insistiu na junção ao processo das provas que sustentam a acusação do jornalista, até porque poderia estar em causa a inocência dos arguidos.·


Os restantes advogados subscreveram o "apelo". A juíza Ana Peres solicitou a Jorge Van Krieken documentos que não estivessem no processo, mas o jornalista afirmou que não tinha. Possuía apenas "informações". Um pouco irritada, Ana Peres perguntou a Van Krieken se tinha algum "interesse directo no processo". A resposta foi negativa. Ainda assim, a juíza deu um prazo de cinco dias para que o jornalista entregue ao tribunal documentos que detém.


Já durante a inquirição feita por José Maria Martins, advogado de Carlos Silvino (Bibi), Jorge Van Krieken revelou que, após a detenção de Carlos Cruz, Ferreira Diniz e Hugo Marçal (31 de Janeiro de 2003) teve uma "reunião" com os então directores da PJ, Paulo Rebelo e Artur Pereira. Segundo o testemunho prestado em tribunal, estes ter-lhe-ão dito: "A informação que recebi é que não tinham nada a ver com isso, não queriam saber e quase detestavam quem soubesse."


Um dos primeiros momentos de exaltação na sala de audiência surgiu quando o jornalista fez referência a um dos jovens do processo e a uma entrevista a um canal de televisão. Foi então que Carlos Silvino se exaltou e disse que era mentira. Afirmando ainda que Van Krieken era "pago por Carlos Cruz". "Isto está tudo combinado."

Por nós, tudo faremos, mal o consigamos encontrar, para que responda pelos crimes que tem cometido



9 comentários:

O Viriato disse...

E responderia Dr. Namora se Portugal fosse um País Sério, o que não é o caso.
Não foi Neste país que um primeiro ministro foi ASSASSINADO e nem sequer houve pronuncia?

Porque haveria de haver para este, como diz A. Pimenta, Pequeno F.P.?

Mas não desista porque um dia isto vai mudar. A Revolução já começou e está em marcha a BLOGOSFERA é uma trincheira forte e uma arma mortífera, é certo que pode ser usada pelos plagiadores da mentira, mas Verdade não deixa de ser que é AINDA MAIS utilizada por quem tem ideais e por eles é capaz de lutar e dar a vida se for caso disso...
Força Dr. Força C Pestana e todos aqueles que neste processo estão por bem e querem a VERDADE toda, toda...

GR disse...

Jorge Van Krieken mais não é que um mercenário.
Quem lhe paga? consta que é Carlos Cruz, eu acredito! O ex-apresentador, sempre foi um bom artista! o pasquim que apoia os pedófilos, noticiou que o arguido C. Cruz estava na penúria, não tinha dinheiro, a mulher escrevia crónicas (nesse pasquim) para ganhar algum. Dias depois, li também num jornal ou blog(?) que a dita senhora tinha ido de férias para uma ilha paradisíaca, de tanto escrever cansou-se! Para não falar do grandioso casamento da filha mais velha do arguido, custeado por ele! Para quem está com tantas privações económicas…
Ou seja, mais o uma vez o arguido Mentiu!

O caso do Envelope 9, outro escândalo!
Jorge Sampaio (na altura PR) exigiu que se fizesse uma investigação até à exaustão?
Como? alguma vez ele quis alguma coisa? Autêntica palhaçada oficial!

Enquanto este enrolar de histórias segue, o mercenário Van Krieken vai amealhando dinheiro sujo, mentindo, gozando com a Justiça, a PJ, os magistrados, com a população e sobretudo com as lesadas Vítimas!

Aonde está o país justo porque tanto se lutou?
Deslegitima-se o poder judicial e os magistrados nada fazem?
Porque razão, este mercenário não está a prestar contas com a Justiça?

Este processo há muito está desacreditado, todos escondem e mentem!
Já ninguém acredita nem nos arguidos, nem na Justiça, nem nas autoridades!
Ficaram as Vítimas e quem as apoia desde o primeiro dia!
Desde sempre falaram Verdade!

(Van Krieken tem habitação que merece, o galinheiro!)

Força para todos aqueles que Lutam a favor da Verdade e da Justiça!

GR

O Puma disse...

QUE NUNCA TE DOA A VOZ

PELA JUSTIÇA

PELA VERDADE

Anónimo disse...

Vale a pena acopanhar a pedofilia nos Açores e a impunidade reinante. Apelo que o faças Pedro...

Maria disse...

Isto é uma teia que não tem fim, Pedro...
Abraço-te

de Portugal inteiro disse...

Os portugueses sabem que vil Krieken é um desgraçado.
O que ninguém sabe é por que motivo esse jornaleiro não presta contas à Justiça.

A sua CORAGEM, Pedro Namora, esmaga os grunhos do vil Krieken

Bem-haja!

Anónimo disse...

Já todos percebemos o interesse que existe em não se ir mais além neste fadado processo e á semelhança de outros tantos, tão lenta é a justiça neste país para alguns, os mais poderosos e envolvidos nas piores situações que não há pachorra para tanto. Um assunto com tanto melindre e gente graúda envolvida só podia dar nesta miséria de depoimentos e falsos depoimentos para que alguns ganhem tempo para poderem arquitectar as suas duvidosas estratégias de defesa enquanto algums morrem, algumas diligências vão caindo por si e outros se vão acobardando nos mais diversos esquemas. Casa Pia, Apito Dourado etc. Há coisas que deveriam ser transparentes e tornadas públicas quando existissem indícios provados e de facto, para que não andassemos todos ao engano, sem saber quem tem estado por de tras desta verdadeira vergonha nacional. Se há Maravilhas que nos enchem de orgulho, há outras que nos enchem de tristeza e nos envergonham de sermos portugueses.
Força Pedro Namora e Catalina Pestana. Denunciem e lutem por aqueles que nunca tiveram a oportunidade de se defender, porque tenho a certeza, caso haja necessidade, seria fácil a constituição de um fundo na 'rede' para acudir a quem ainda dá a cara ao manifesto.... Há quem contribua por muito menos.

ANTONIO MELÃO disse...

Venham os restantes... é bom conhecer-lhes a cara!
Força amigo! - AM

fotógrafa disse...

Quanto será, que esse "GALINHA", anda a receber por tudo isso???
de certeza que o andam a bajular com muita massa, vinda sabe-se lá de onde...