terça-feira, 24 de abril de 2007

Chico Louçã apanhado em falso

De visita ao Brasil na sequência das últimas eleições legislativas, Francisco Louçã concedeu uma entrevista ao Democracia Socialista, jornal que pertence a uma facção do Partido dos Trabalhadores. E o que disse é verdadeiramente espantoso. À pergunta do jornalista,Em Portugal, o Bloco de Esquerda conseguiu ocupar um espaço importante a partir das últimas eleições, com cerca de 6,5% dos votos, chegando a 10% nas grandes cidades. Em que contexto se deu esse crescimento?”


Chico Louçã, como por lá é conhecido respondeu, entre outras coisas:

“A esquerda em Portugal tem três grandes correntes: o velho Partido Comunista, que representa a história do movimento popular em Portugal, o Bloco de Esquerda, hoje segunda força na esquerda, e o Partido Socialista, que é o partido do governo. Esse é um partido que tem uma política liberal do ponto de vista econômico, algumas políticas sociais em relação à pobreza e à exclusão e que, nas questões políticas, alterna posições com mais convergência à direita ou à esquerda. "


Das duas uma: ou o Chico considera que o Partido Socialista não é de esquerda, o que sendo verdade é coisa pouco provável de ser dita na sua boca, ou mentiu descaradamente ao povo brasileiro. Porque como toda a gente sabe, o BE ficou sempre muito atrás do PCP em expressão eleitoral e num planeta muito distante se analisarmos a influência social.

Ora, mentir é feio. Mas ser-se be, à moda do Chico Louçã, do DO e do Nando Rosas é trocar, as vezes que forem necessárias, a verdade pelos holofotes mediáticos. E todos os pretextos são bons.

4 comentários:

GR disse...

Nojento é no mínimo o que se pode dizer deste fulano, com cara de seminarista, de quem nunca parte um prato. Imita bem o seu amigo PM MENTIROSO, OPORTUNISTA!Porque mais do que tudo são oportunistas, tudo fazem para 2 minutos de antena.Porém, só conseguem palrar, fazer...dá muito trabalho!
Desde quando o BE é a 2ª força? Força de quê? Nas aldeias se dissermos repetidamente bebebe aparecem cabras, os populares nunca ouviram falar em tal coisa. Os votos que conseguem, são dos amigos dos cafés, bares, discotecas e mais não digo!
“Velho Partido Comunista” velho??? Estas bestas burguesas, não respeitam nada!
Um Partido de 86 anos, com uma História reconhecida mundialmente, pela sua Resistência, Luta e Dignidade.
Estas peçonhas nascidas do ventre anticomunista do PS, até pensam (no estrangeiro) que são alguém, como não têm factos reais, história, muito menos memória, Mentem!

GR

a.castro disse...

Eu que já não "podia" com este gajo (o Chico), depois de ler este post fiquei ainda mais "danado" com ele...
Abraço.
Viva o 25 de Abril!!!

João Rato disse...

GR
Vamos ter calma! Reconheçamos que o Chico tem conseguido ser produto de televisão/votos expressos!
Não é assim que se vencem os sucessos do marketing!
Quando falamos de BE e de Louçã, não estamos a falar de um partido no sentido tradicional. O BE é um produto plubicitário de consumo como o cubo mágico ou a floribella!
Mas tem votos! Votos com expressividade que devemos considerar sem precipitações!
Das duas uma: ou os ignoramos, ou lhe fazemos frente!
Mas nunca com argumentos "fórmula um", quem é que vai à frente!
O PCP é e será o partido que mais tem história, presença e futuro ao lado dos que não tem voz!
O BE passará de moda, mas nós temos a obrigação de não invejar ou criticar a mini-saia!
Seremos nós mesmos! Seremos assim!

savonarola disse...

De facto não percebo porquê tanto alarido. O PS não pode ser condiderado de esquerda. Não é o PCP que está constantemente a dizer que o governo PS é de direita? Porque é que não assume que o bloco, que oferece a mesma resistência à neo-liberalização da sociedade, pode pensar o mesmo? O PC tem de perceber que perdeu o monopólio da esquerda parlamentar em Portugal. E ainda bem, porque o bloco veio dar mais esquerda à esquerda portuguesa. E uma nova esquerda. O PCP foi sem dúvida o movimento de resistência ao fascismo. O BE é hoje o movimento por excelência de resistência ao neo-liberalismo.