segunda-feira, 17 de outubro de 2005

A pantomina



Hoje, manhã cedo, Emídio Rangel defendeu, na TSF, o Orçamento de Estado para 2006. Atento o fervor, julguei que tivesse lido o documento. Mas rapidamente descobri que o ímpeto era fruto de algo que Emídio não conhece, como aliás reconheceu.
Isso não o impediu de assestar baterias contra os partidos da oposição: ou aprovam o que Sócrates defende, por ser o único caminho para Portugal, ou estão obrigados a apresentar alternativas. Quer dizer, não apenas elogia algo que nunca viu como insinua que o voto contra é infundamentado. Ao ouvir Rangel, recordei os vendedores de banha-da-cobra que antes compareciam a todas as feiras, apregoando apesar de tudo mezinhas bem menos danosas. Rangel também cumpre o seu mister.
Como assinala Noam Chomsky, "A forma inteligente de manter as pessoas passivas e obedientes é limitar estritamente o espectro da opinião aceitável, mas estimular muito intensamente o debate dentro daquele espectro...Isto dá às pessoas a sensação de que o livre pensamento está pujante, e ao mesmo tempo os pressupostos do sistema são reforçados através desses limites impostos à amplitude do debate".

4 comentários:

GR disse...

Uma em cada cinco pessoas vive no limiar da pobreza em Portugal!
O desemprego, a droga, alcoolismo, analfabetismo, é o maior flagelo social. Para além de um problema gravíssimo que é o Idoso!
Portugal é o país com uma taxa elevadíssima de idosos, não há programas, não há soluções, as reformas, são esmolas de miséria. Cansados, sem dinheiro, sem casas condignas, refeições precárias, necessitando de medicamentos mas sem dinheiro para eles, sem família (ou “abandonados” por elas), o idoso vive num mundo de solidão! A solidão forçada, é uma doença social grave!
Mas não é possível uma família amparar o idoso, um filho deficiente, com a flexibilidade, a insegurança, os baixos salários e o desemprego? O Código de Trabalho, (sempre rectificado) foi imposto pelo grande capital, pelos grandes Grupos Económicos. Muitos deles os grandes senhores do 24 de Abril! Mas este (des)Governo neoliberalista do PS, está pronto mais uma vez, para reforçar as medidas anti-sociais, com OE/2006.
Sócrates, pede-nos para fazermos contenção, penalizando os trabalhadores do Estado e os trabalhadores em geral. A vergonhosa privatização da Água, a privatização de grandes
instituições públicas, para a redução de dividas contraídas por eles e não pelo trabalhador!
A nossa Soberania Nacional, está em perigo! Perdemos todos os dias um bocado de nós, com as políticas do PEC e União Europeia e a anuência do Governo. Onde está a nossa agricultura, as pescas, as industrias?
Novamente os portugueses de todas as idades, tentam a sorte emigrando! Até quando Portugal, deixará de estar na cauda da Europa! Na miséria estamos na “cabeça”, sempre em frente!Mas também na corrupção, no despesismo e até no despotismo!
Até quando teremos que seguir como carneiros estas políticas anti-sociais? Porque não se começa a dar ouvidos de uma vez por todas ao PCP, que sempre tem lutado ao lado dos trabalhadores, pedindo a alteração destas políticas ao Governo do PS!
Os nossos Governantes fazem sacrifícios? Só mesmo quando vão para o Quénia, ou se dirigem de Falcon, dentro do país!
Quanto ao dito Rangel...fico por aquí!

GR

Riky Martin disse...

Acho lamentável. Acho que o Emídio Rangel sobretudo deve respeito a si próprio.
O Emídio Rangel habituou-me a um nível de trabalho com isenção e brilhantismo como se vê poucos no nosso país.
Enquanto o Emídio Rangel foi o director da RDP Africa, a estação tornou-se para mim o órgão de comunicação referencia. A RDP africa era de facto uma janela aberta para o mundo com um excelente trabalho ao nível de informação e de divulgação cultural. Tirando as doses massivas de futebol a RDP Africa é de facto uma estação de informação do mundo!!!! Não só de Africa mas também das Américas latinas alargando o espectro de acção bem para lá da lusofonia!!!
A RDP Africa, com a Coordenação do Emídio Rangel assumiu quase uma postura de serviço publico: semanalmente vai para o ar um programa de divulgação e de apoio jurídico ao imigrantes ilegais. Para alem dos africanos, muitos brasileiros e emigrantes de leste telefonam para o programa a pedir concelhos sobre a sua legalização e a mostrarem a todos nós a vergonha da nossa burocracia.
Várias vezes ouvi artigos de opinião do Emídio Rangel de uma profundidade rara e com um conhecimento profundo da realidade africana em geral e angolana em particular.
Habituei-me a ouvir o Emídio Rangel opinar baseado num profundo conhecimento dos factos, numa larga experiência de vida, numa analise racional inquestionável e numa analise emocional completamente humanista.
Por me ter tão mal habituado é que eu fico triste quando percebo atitudes destas no Rangel...
Será que é a sede de protagonismo e de poleiro que levam um homem como o Rangel a deixar de fazer um trabalho sério e a vir papaguear imbecilidades e lugares comuns???
Não sei o que é ... mas seja o que for acho que é triste e lamentável.

GR disse...

Pedro,

Sabendo que o Pedro, muito tem lutado a favor das crianças vitimas de maus tratos sexuais,permita-me neste Blog, fazer referência, da extrema injustiça de que é vitima o Blogger DO PORTUGAL FROFUNDO!

Hoje, é um dia diferente!
Hoje, quarta-feira pelas 10 horas da manhã o blogger/autor DO PORTUGAL PROFUNDO, deixará “por uns momentos” de se chamar Dr. António B. Caldeira, passando denominar-se - RÉU!
Hoje, injustamente o MP ordenou que fosse a tribunal, pela primeira vez um blogger por “delito de informação e opinião”, um dos homens que mais tem lutado (na Net), contra as redes pedófilas, contra as injustiças das vítimas da Casa Pia.
O único “delito” que na realidade cometeu e comete, é a Luta a favor das crianças e jovens, vitimas de atrocidades sexuais, na defesa por uma vida melhor, mais digna e justa!
Na sua Luta, o Blogger DO PORTUGAL PROFUNDO, nunca deixou de demonstrar coerência, verdade, dignidade, verticalidade, pelos seus ideais! Quem mais tem realizado, o democrático debate de ideias e esclarecimento, através do seu Blog? Alguém mais tentou discutir este problema que fazendo das crianças vítimas, é uma matéria que a todos nós diz respeito? Nem Governo, nem técnicos, nem os Órgãos de Comunicação Social, discutem cabalmente o flagelo – PEDOFILIA! Porquê?
Escondem? Tem medo? É um problema social e como tal pode e deve ser debatido! Tem que ser discutido!
Consequentemente o Dr. António Caldeira, expõe os seus pontos de vista e centenas (ao longo do ano), milhares de comentadores, também o fazem!
A Pedofilia não é um tema mediático! Não se pode falar tudo hoje e amanhã esquecer!
É crime em Portugal, ter-se valores morais? Dr. António Caldeira tem!
É crime em Portugal, dizer-se o que se pensa? O Dr. A. C. diz!
É crime em Portugal, lutar-se pelos desprotegidos? O Dr. A.C. Luta!
Será que a Justiça, quer fazer deste homem um herói, um mártir? Ele e todos nós, queremos apenas que seja um simples cidadão interessado, pelos problemas sociais do nosso país!
A Justiça do meu país, a nossa Justiça, tem que ser JUSTA!

FAÇA-SE JUSTIÇA!

GR

Pedro Namora disse...

Querida camarada Guida: posso apenas dizer, atenta a fase processual em que nos encontramos, que tenho muita honra em ser testemunha do António Balbino Caldeira. A seu tempo falaremos deste processo miserável, mas quero que saibas que concordo contigo