sábado, 11 de fevereiro de 2006

A LUTA CONTINUA!

Camarada Lénine,
os que decretaram o fim inevitável do Comunismo, coveiros despeitados por falta de trabalho, andam de novo assustados. Por todo o lado ressurgem, reforçados, partidos e movimentos que reivindicam um mundo novo, lutando com firme apoio no legado que Marx e tu nos deixaram. A luta hoje deve ser, é seguramente, mais difícil do que no teu tempo pudeste prever. Igual, contudo, é a natureza predatória do capitalismo, cada vez mais selvagem na busca do lucro a qualquer custo. E idêntica há-de ser a nossa determinação para o combate.
Sabes camarada, temos muito orgulho na honrada bandeira rubra por que lutaram sucessivas gerações de comunistas e nos princípios que estruturam o Partido de novo tipo, instrumento que o capital não cessa de tentar destruir.
Agora, pela milésima vez na história, uns bandalhos querem incutir na opinião pública a ideia de que ser comunista é ser criminoso. Ignaros, julgam-se originais e não fazem senão o papel de imitadores rascas: desde, pelos menos, a revolta de Espártaco, que sobre os que ousam lutar são bolsadas as mais escabrosas mentiras. E depois?
A luta continua! Cada vez com mais determinação, porque não nos revemos nesta civilização de barbárie. Continuaremos a lutar com a mesma necessidade e naturalidade com que respiramos. Porque não podemos fazer outra coisa.

7 comentários:

Tintantun disse...

Continuamos sempre a luta, mesmo que chova. Mesmo que doa. Afinal doeu-nos tanta vez a espada de tanta inquisição. E agora de novo o vómito do monstro. Apesar de tudo, para além de tudo, o espetro continua a amedrontar. Nós, os comunistas, somos os mais temidos, porque da nossa acção transformadora pode nascer um mundo novo. Apesar de todos os erros cometidos por outros e por nós próprios no passado. A luta continua!
Um abraço

GR disse...

Hoje, na Cooperativa Árvore - Porto, assistimos à apresentação de um belíssimo livro de José Casanova “Aquela Noite de Natal”. Já aqui tão bem referenciado, em 27.09.06 “A não perder” (vale a pena ler novamente).
Participaram o editor Zeferino Coelho, Ilda Figueiredo (tendo feito uma belíssima critica literária) e José Casanova.
O autor falou sobre o livro, fazendo uma sessão de esclarecimento, como há muito não tinha o prazer de assistir! Falou dos agitados anos 60, a luta de classes, a repressão da ditadura fascista, as dificuldades sociais e económicas da época, do amor que mesmo em tempo de guerra deverá existir, o valor da amizade, a cumplicidade da luta dos jovens no movimento comunista.
Debruçou-se também, sobre este tema que tu Pedro, magnificamente exprimes, neste post! A Luta dos Comunistas!
José Casanova dizia:
Estamos sempre a ouvir que o comunismo vai acabar! Fortalecendo-se cada vez mais!
Eleições, congressos, tempos de crise, lá estão os jornalistas, comentadores, analistas, locutores, os corrompidos de ideais, (mais conhecidos por “EX-”), esperando eles, algo que nunca acontece!
Aceitando ou não querendo crer, o que é facto, o capitalismo a nível mundial está em crise, está a apodrecer! Mas as garras do capitalismo fascizante vão minando, dando como exemplo; o Projecto de Resolução Anticomunista do Conselho da Europa, «condenar internacionalmente os crimes dos regimes comunistas totalitários», medida perigosamente reaccionária, tendo como fim ilegalizar os partidos comunistas da Europa. Verificando-se situações preocupantes, como as perseguições aos comunistas na República Checa.
Com a simplicidade que lhe é peculiar, Zé Casanova, falou com orgulho das Lutas diárias de muitos milhares de homens, mulheres e jovens, para esta difícil Luta. Frisando que não é de sacrifício, mas de uma grande vontade!
Lenine e Marx, deixaram-nos um grande legado. O PCP fazendo no próximo mês de Março o seu 85º aniversário, é um Partido, com uma grande história, sem esquecer a PIDE que barbaramente torturava, perseguia, assassinava.
Esta barbárie, não nos desanimou! Fortaleceu-nos!
O Comunismo não morreu! Nem morre!
O Comunismo viverá! Enquanto houver determinação nos nossos ideais, haverá sempre homens, mulheres e jovens, com vontade de LUTAR!

Tens razão Pedro,

«Continuaremos a lutar com a mesma necessidade e naturalidade com que respiramos»

A Luta Continua!

GR

Sérgio Ribeiro disse...

De vez em quando é bom ler (e escrever, não é, Pedro?) coisas destas.
Obrigado e abraços

zemanel disse...

(...)Eles bem queriam, bem queriam.
Mas a luta não é coisa que acabe assim por decreto. E por aqui não há opa que lhes valha. Estas acções, estão muito valorizadas - não há capital que as vença!!! No Mundo, onde houver um homem oprimido por outro homem, o sonho faz-se ao caminho!
www.canhotices.blogspot.com

a.castro disse...

O meu filho e a mulher (que é russa, não é do cabelo, é mesmo da Rússia, Togliati, a sudeste de Moscovo) foram passar 15 dias a casa dos pais dela e, quando chegaram, distribuiram prendas. Quando desembrulhei a minha exclamei: "Olha!!!... o Lenine, mas que óptima escolha!!!... e agradeci com os beijos respectivos. Meu filho e mulher olharam um para o outro, sorridentes e satisfeitos porque sabiam que eu ia gostar... Trata-se duma caneca trabalhada com a figura do grande ideólogo que felizmente a História resolveu pôr ao serviço das classes oprimidas, dando uma machadada no capitalismo que, 90 anos depois, ainda treme!
---
De vez em quando resolvo abanar o "sistema" no meu blog. É o caso do actual post, tendo já posto dois comentaristas mal dispostos!...
E estou quase seguro de que não surgirá um comentário favorável...

jcd disse...

Espantoso. 2006, século XXI e ainda se lêem coisas destas.

Pedro Namora disse...

É verdade, e se depender de nós, ler-se-ão seguramente durante muitos anos.