segunda-feira, 6 de junho de 2005


Os de avental sentaram-se na mesa de aparite, envergaram as expressões que julgaram adequadas a fazer parecer solene o momento, miraram-se, a um tempo desconfiados mas ciosos de se fazerem notar, colocaram os antebraços no tampo folheado a cerejeira e aguardaram. Quando o irmão, dono do maior avental, entrou na sala, gostou do que viu: de forma ordeira os que só se encontravam às escondidas para tecerem a teia das cumplicidades feias, esperavam que proferisse as sábias palavras. Como habitualmente, falariam a seguir, protestando anuências servis, tecidas, as mais das vezes, com os grossos fios dos interesses individuais, sempre satisfeitos.
O avental grande verberou os que exigiam justiça: "Que ninguém se interponha entre nós, a turma escolhida dos aventais polidos e os temas, assuntos, interesses que declarámos nossos. Os que ousarem prevaricar sofrerão, por enquanto, as vergastadas gloriosas do avental que escreve no Espesso; serão desqualificados, e se nem assim se conformarem à aventalícia ordem, o momento de outras medidas chegará!"
Os aventais sentados em círculo não tardarm a fazer ecoar o uníssono servil: "Assim será feito, assim será conduzido o castigo!", após o que sairam rumo aos respectivos afazeres.

6 comentários:

Poetisa disse...

Senhor dr. Pedro Namora: folgo em saber que comunga das minhas preocupações quanto à seita do avental. Cambada de miseráveis, envolvida em ritos, rituais e coisas que tais, mas no fundo cobardolas até ao tutano.
Como disse ontem no blogue do causídico Martins:

"também não convém amiúde afrontar
do avental a turba infame, assutada
não vão explodir arrufos vingativos
disparar brutal um novo Torquemada"

Mas isto não é o que faço. Lutar, como o senhor diz é o caminho. Contra os pedófilos, os corruptos, os merdas que lambem rabos.
Força, temos de ganhar mais este combate.

Alte Pinho disse...

O breloque fascista

António Serzedelo, presidente da Opus Gay, foi proibido (é assim mesmo, não é nenhum engano!) de participar no tradicional desfile de homossexuais que este ano ocorre na tarde de 25 de Junho, em Lisboa.

Por detrás da proibição estão uns “democratas” engajados ao chamado “Bloco de Esquerda”, que pelos vistos se consideram os patrões da liberdade individual.

Não é nova esta atitude bloquista. Num passado recente tentaram (sem nenhum êxito, aliás) “engolir” a ACED, associação da qual sou fundador e activista.

Independente das nossas orientações sexuais é importante não deixar sem resposta os novos patrões da cidadania. Até porque António Serzedelo é uma referência cívica da sociedade portuguesa, que desde a primeira hora, ao contrário de outros que vergonhosamente insultaram as vítimas, denunciou e tomou posição contra o abuso sexual de crianças.

A melhor atitude que se pode adoptar é manifestar a nossa solidariedade a Serzedelo, participando com ele no referido desfile, mostrando ao Bloco que atitudes de natureza fascista só podem ter um destino: o caixote do lixo!

Anónimo disse...

Solicito aos Srºs que a bem dos Portugueses adiram a este protesto, divulgando a noticia no site.

Obrigado em nome de todos!


>> Assunto: Dia de luto nacional dia 10 de Junho de 2005
>>
>>
>>
>> Como é sabido de todos, foi necessário um político pedir aos
>>
>> portugueses para se unirem durante o EURO 2004 e pôr uma bandeira de
>>
>> Portugal na janela.
>>
>> O povo uniu-se por uma causa a dignificar o país.
>>
>> Agora é tempo de nova união.
>>
>> Guardemos as bandeiras, e vamos todos pôr uma bandeira negra, luto
>> em
>>
>> forma de protesto, em nome do momento negro que atravessamos e do
>> que
>>
>> ainda virá, fruto de uma má gestão por parte dos sucessivos
>> governos,
>>
>> que continuam a gastar o que não têm, em prole das mordomias sem as
>>
>> quais não conseguem viver.
>>
>> Dia 10 de Junho, façamos luto por Portugal, bandeira negra na janela
>>
>> por todo o país.
>>
>> Passe esta mensagem a todos os seus conhecidos, pois Portugal é dos
>>
>> Portugueses.
>>
>> Não deixemos que meia dúzia de políticos gozem com 800 anos de
>> história.

Anónimo disse...

Caro Pedro,
Comungo da sua opinião - mas aqui para nós - e digo-o com conhecimento de causa - os da Cruz (Opus Dei) não são melhores.
São mais discretos, mais sofisticados, mas igualmente preversos.
Estamos ensanduichados entre duas organizações mafiosas, que quando é preciso, se completam e defendem.
PP são como sabe, iniciais de duas criaturas muito discutíveis - uma à direita, outra à esquerda... Ambas muito bem protegidas !

Alte Pinho disse...

Contra o Sócrates aldrabão
e o governo dos "reformados"...

em 10 DE JUNHO ergue bem alto a tua

BANDEIRA PRETA!

António disse...

E o pior ainda é o aproveitamento que dessas seitas fazem os criminosos pedófilos...