terça-feira, 16 de setembro de 2008

A banca é uma ladra!

Portugal está a saque: os bancos nunca ganharam tanto dinheiro na vida e apuraram o seu faro criminoso. Milhares de famílias são despejadas de suas casas por não poderem pagar as prestações, ante a indiferença de Sócrates e companhia. Muitas vezes me pergunto: como reagir perante tanto desespero?

Imagino um trabalhador sem salário e sem casa, sem dinheiro para alimentar a respectiva família . Que deve fazer? Lutar, sem dúvida. Mas olhemos a questão pelo seu lado prático: que fazer para garantir entretanto a subsistência? Pedir esmola?

Na generalidade, os trabalhadores cumprem as suas obrigações laborais. Mas estão sempre dependentes do que o mercado e os canalhas que nele enriquecem determinam. Por isso, acho que não esmolaria. Mais facilmente assaltaria um banco. Ou uma carrinha de valores. Afinal, ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão...


2 comentários:

vamir disse...

TODA A RAZÃO! ESTAMOS A SAQUE! ENTÃO VAMOS TODOS SACAR! ALIÁS ACHO QUE JÁ MUITOS COMPREENDERAM ISSO!
E DEPOIS NINGUÉM , MAS NINGUÉM VOTAR! SEMPRE QUERIA VER A CARA DOS SRS POLÍTICOS, MAS....HÁ TANTA GENTE ESPERANDO O TACHO. ! 50 ANOS, VIDA DURA, BOAS REFORMAS E O MEXILHÃO.....LIXA-SE!

Anónimo disse...

A políica adoptada pelo Sr pseuo engenheiro José Socrátes (primeiro ministro) visa, por mais que ele tente dizer o contrário, eriquecer os ricos e empobrecer os pobres! Complementar os cargos de função pública com espécies de "agentes PIDE" e quem não for do seu partido é posto de parte...como subsistir e vem a velha questão "se não tens pais ricos vai ao BES" nem que seja para roubar...!Força pela sua coragem DR Pedro