segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Faz o que eu digo, não faças o que eu faço...

Silva Peneda está na Venezuela onde, em representação do Parlamento Europeu, fiscalizou o referendo ao projecto constitucional apresentado pelo presidente da República Bolivariana da Venezuela, Hugo Rafael Chávez Frías.

Escutado pelos "media" nacionais - que democraticamente ignoraram a posição dos cerca de 4,5 milhões de apoiantes do projecto - Peneda permitiu-se perorar sobre aquilo que, no seu democrático entendimento, caberia agora aos responsáveis venezuelanos fazer para entrarem no bom caminho. A saber: o capitalismo selvagem que até há bem pouco vigorou.

O senhor deputado há-de ter lido as determinações que a embaixada norte-americana sempre distribui aos seus súbditos nestas ocasiões, de molde a que reproduzam, sem equívocos, a "voz do dono". Mas anos de prática política - e que prática, senhores! - poderiam ter-lhe ensinado, pelo menos, a existência de países soberanos. Mesmo na América Latina, feudo tradicional dos USA.

E já agora, se não fosse pedir muito, poderia até ter-se calado. Afinal, sobra-lhe em arrogância o que lhe falta em legitimidade. É que na Europa, apesar de derrotado em referendo, o projecto constitucional federalista está de novo a ser imposto aos povos, sem discussão. E agora, ao que sabemos, sem referendo

5 comentários:

Paulo disse...

Solução para o que se passa em Portugal:
Caro camarada Hugo Chavez,
Com base no resultado do referendo realizado no passado fim-de-semana, e na agradável passagem por Portugal feita há semanas atrás, venho propor-lhe e ao povo português, que se candidate às próximas eleições legislativas aqui do rectângulo, e penso que posso falar em nome do povo, que será muito bem recebido neste Vosso Portugal.
Fique sabendo que por aqui o povo há muito que espera por um salvador Nacional. D. Sebastião não regressou, mas o Sr. tem por este cantinho do mundo um lugar no nosso coração.
Um bem haja e aguardamos por si, como quem vem para nos salvar do monstro que nos devora!
A Bem da Nação!

portugues disse...

Pois, os federalistas passam um atestado de burrice ao povo português, não temos capacidade de decidir seja o que for e os que nos "desgovernam" já se governam há muito tempo com a cee e o bom povo, que não merece passar por isto, dão-lhe a cee que nos pôs defenitivamente no fundo.
Pobre pátria minha amada, que tais politicos tem.........
Um abraço e parabéns.

GR disse...

A cruzada dos benfeitores, sempre nos locais onde lhes cheira a verdadeira Democracia. Autênticas hienas procurando sangue!
Se este sr. tivesse um pingo de vergonha. Chaves, não vende o seu país como o grupelho neoliberal (psd/ps) a que este senhor pertence!
Já que lá está aproveite e aprenda, a lição que O Presidente Chaves deu, de democracia e civismo!
Viva Chaves!

GR

manangão disse...

Estes senhores, que se arrogam a fazer estes comentários,sem se olharem ao espelho!
Que dignidade?
Que legitemidade?
Que respeito?
Que educação?
Ou antes, que aberração!
José Manangão

Luís disse...

É certo que Hugo Chávez recebeu bastante apoio ao seu projecto, mas a verdade é que perdeu!! E só tem de aceitar os resultados...
Transpor o que se passou na Venezuela para a Europa é tentar caucionar uma derrota como vitória (mesmo sendo de mierda!...).
Com o mal dos outros podemos bem nós. E os maus exemplos não são de seguir, quaisquer que sejam os seus autores.
Luís Moreira, Leiria