sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

Sem comentários

No Brasil, o salário mínimo são 375 Reais, cerca de 150 euros. Inúmeras empresas conseguem ainda arranjar estratagemas para que os trabalhadores nem essa miséria recebam. Entretanto, os deputados conseguiram agora actualizar - para o dobro! - os respectivos salários: cerca de 24 500 Reais por mês. A esta quantia faraónica, acrescem mais uns largos milhares para despesas diversas.
A generalidade da população vive, como me dizia hoje um taxista, numa espécie de escravatura remunerada. Enquanto a minoria que desfruta na terra do paraíso celestial com que a Igreja fomenta o conformismo entre os excluídos, vive alheada do drama crescente.
Apesar desta realidade, os deputados não coraram de vergonha quando foram interpelados para justificarem o injustificável. Quando será que isto rebenta? Percebe-se que ao capitalismo sirva na perfeição o consulado de Lula: nada do que é essencial na natureza predatória do capitalismo foi por ele questionado. Com a vantagem óbvia de, estando ele conotado com a esquerda, se anular, quem sabe se por décadas, a vontade popular de tentar novas experiência.

3 comentários:

GR disse...

Discrepância vergonhosa!
Vi esta semana a tomada de posse de Lula. Chorou, agradeceu ao povo humilde das favelas o voto, prometeu melhor salário, menos desigualdades sociais, prometeu tanto a quem tudo lhe deu!
Lula sempre lado a lado com o capitalismo!
Não podemos ficar admirados, muito menos culpar os povo brasileiro, quando o Brasil voltar a ser um país de direita!

GR

PC disse...

Lula foi a minha maior desilusão em termos políticos.Vem do povo, é sindicalista e não é mais que um vendido.mexe-me com estomago pensar neste tipo de gente.
Um servo do capital escondido com a capa da esquerda.Ele simboliza a anulação de um mundo diferente para os brasileiros.A esperança do continente americano, reside agora no equador, venezuela....espero que seja uma confirmação!!

abraço Pedro

Alvarinho disse...

A "resposta" a este post está no texto do post abaixo!...
Abraço