sexta-feira, 23 de junho de 2006

O imperialismo joga forte em Timor-Leste

Empunhando a mesma cartilha que possibilitou a Pinochet assassinar Allende para satisfazer os interesses das multinacionais americanas, afectados pela revolução chilena, assistimos à conspiração organizada e desenvolvida por Xanana, – o mesmo Xanana que tudo fez para perdoar aos verdugos indonésios – Ramos Horta e sectores reaccionários da igreja, irmã gémea da que em Portugal abençoou os crimes contra os que pretenderam libertar Portugal do fascismo.
A desvergonha é tanta que adulam o golpista major Reinado, analfabeto cujo pensamento altamente elaborado guinchou há dias, referindo-se à FRETILIN, algo como “Não queremos comunistas em Timor-Leste”. Mesmo que tenham ganho as eleições por maioria absoluta…

Hoje na TSF, julgando-se certamente dona de Timor e do seu martirizado povo, Ana Gomes, deputada portuguesa eleita por um partido mascarado de socialista, decretou majestosa e imperial, ingerindo-se vergonhosamente na vida interna de outro país, que o Primeiro-ministro de Timor-Leste, legitimamente eleito, tem que demitir-se aceitando a provocação chantagista de Gusmão.
Ao que chegámos…Da mesma forma que Pina Moura serve Espanha, após ter sido ministro de Portugal, Ana Gomes oferece à Austrália faminta do petróleo timorense argumentos que justifiquem o perpetuar da invasão em curso.
Cabe ao povo de Timor-Leste solucionar os seus problemas e decidir o seu futuro, sem ingerências externas nem tutelas de cariz colonialista.

2 comentários:

GR disse...

Alkatiri tentou defender o seu povo! A sua pátria!
O petróleo depois de explorado, seria para o desenvolvimento de Timor, escolas, casas, hospitais, numa só palavra, para a Independência e Autodeterminação desta jovem nação; Timor.
Timor tem uma Constituição que não está a ser respeitada! O Dr. Bacelar (PS), durante mais de um ano esteve em Timor (ajudar) a redigi-la, ainda não ouvi uma única palavra deste senhor em defesa “pelo menos” da Constituição!
Austrália, não gosta do 1º Ministro Alkatiri!
Austrália, gosta mais das conversações entre Xanana e Ramos Horta! É natural!
Os governantes portugueses estão ocupados (a ver futebol!) ou mais empenhados a ver quando (mais uma vez) a pata do capitalismo esmaga, humilha este povo mártir de Timor!

GR

zoltrix disse...

A luta continua, não é?!