domingo, 21 de dezembro de 2008

Será apenas ficção?

Chegado a secretário-de-Estado, num país pequenino, agendou a desejada viagem ao país africano. Foi recebido como um princípe: o Estado anfitrião não poupou nas especiarias. De ego inchado, julgou-se omnipotente e exigiu crianças. Que prontamente foram levadas ao hotel, para que sua excelência se não zangasse.
Só que, malandros, os que prontamente acorreram ao pedido providenciaram as filmagens, tão adequadas quanto clandestinas. E o secretário detestou saber-se protagonista num filme que queria só dele.
Que esse Estado esteja agora a comprar Portugal, será apenas infeliz coincidência. Mas há quem garanta que a tal não será alheia a opulência do ex-secretário.

11 comentários:

Maria disse...

Tenho fome.
Tenho fome de JUSTIÇA!!!

Um abraço

O Viriato disse...

E esse SE não tem nome?
Não será o PP?

GR disse...

Terrivel post!
Medonha realidade!
"eles" existem em todo o lado!
A Justiça vira a cara aos Soberanos.
Medo, cúmplicidade ou será pela cor do dinheiro?

GR

carla mar disse...

Personagem SINISTRA.
Requintado... no gosto CRIMINOSO.
Sodominzando, pervertendo, humilhando... um rasto de nojeira.

Beijo meu

Anónimo disse...

Quem é quem ?

Anónimo disse...

´"É impróprio de um país que se diz culto/e aos povos quer gozar de humanitário"
Começa assim o poema, lido há mais de 30 anos, de cujo autor o nome não recordo. Trago-o para aqui, à laia de comentário ao teu texto. E deixo uma pertinente geral dúvida: e quantos filhos da puta peçonhentos destes, devidamente protegidos e amamentados pelos PODERES, não continuam impunemente na prática pedófila? Até quando???

Fernando Manuel Pereira

Anónimo disse...

Pedro,

tenho acompanhado desde o primeiro momento a sua dedicação a este "caso", e aplaudo não só na forma como no conteúdo. Não posso deixar de sublinhar também de como a partir dessa mesma dedicação, fez com outros emergir um movimento que denota a força duma sociedade civil ainda incipiente no nosso país.

No entanto, e acredito que tenha uma justificação, este seu post com um "alvo invisível" fez-me lembrar as palavras de Catalina Pestana que dizia no eclodir do "Caso Casa Pia" qualquer coisa como isto: "Portugal não está preparado para o terramoto que aí vem".

No meu entender o único terramoto que estará a acontecer é no interior das vítimas. Tenho a sensação que sempre ficaram no ar meias palavras.

Deixo este comentário anónimo por entender que esta será uma questão comum a muitos portugueses e que a terão guardada para si.

Bem-haja!

fotógrafa disse...

Pedro Namora, acabei agora mesmo de ouvir e ver a entrevista consigo e com o mestre Américo, nas tardes da julia...
Venho dar-lhes os meus parabéns, pela vossa posição no assunto Casa Pia!
Ainda bem que as alegações finais estão aí,e é como diz, o que interessa é que todos os responsáveis pelos crimes sejam condenados....o resto, se recorrem ou não já não interessa...
A verdade é que o veredito seja de condenação,pois só assim, mesmo que os criminosos não batam com as costas na prisão, perante o país e todos nós, que nos revoltámos, sejam condenados...
Um abraço, força e que o novo ano lhe traga muita saude e vontade para lutar por todos os que sendo humildes e sós no mundo, saibam que consigo podem sempre contar.
Bem haja

fotógrafa disse...

Obrigada pelo carinho demonstrado ao longo deste ano, no meu humilde cantinho…
Nesta passagem de mais um ano, o que desejo para ti sinceramente é que SEJAS FELIZ!!!...
abraço

Carreira disse...

Bom 2009!!!
Abraço,
José Carreira

Anónimo disse...

Dê mais uma pista......please!
É aquele que ajudou a nomear a mulher do Juiz que o safou, para um alto cargo do MTSS?