quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Uribe, o bonifrate

Na Colômbia, Uribe - vassalo dos EUA - impediu que as FARC libertassem três pessoas. Familiares dos detidos e o realizador Oliver Norton denunciaram a estratégia militarista e carniceira do presidente colombiano, que impediu um gesto humanitário arduamente preparado pelo presidente Hugo Chávez, da Venezuela.
Por cá, os que ufanos glosaram o "por que não te calas?" do rei espanhol, calaram agora a evidência: o problema da Colômbia não tem solução porque as redes de narcotráfico não querem. Sem o apoio dos EUA e dos mercenários ao seu serviço, o títere Uribe não resistiria um segundo à luta do povo colombiano pela liberdade e democracia substanciais.

3 comentários:

GR disse...

Uribe continua com as operações do exército militar colombiano, ele sim a mando dos americanos impede a entrega dos reféns.
Cháves afastado das mediações que há muito vinha a fazer.
O problema dos americanos é o “protagonismo” que Cháves irá ter!É o medo americano!
Preferindo para isso este sucessivos adiamentos.
Porém, Cháves já fez saber que não desiste!
Os americanos com Cháves não levam a melhor!
Quanto ao narcotráfico, um negócio que a Colômbia de braço dado com os EUA, não dispensam!

Cháves saberá dar a volta a esta situação, ele também já prometeu!

GR

poesianopopular disse...

Olá Pedro
Alguem recorda o general Noriega do Panamá? que lhe teram feito os americanos?
Agora é o Uribe, o glorificado, os mesmos americanos, decidiram quando o vão cruxificar!
Só os iguais calam as barbaridades, da tortura e do terrorismo, anericano!
Um abraço do tamanho do mundo
josé manangão

Anónimo disse...

Pedro
Depois do que aprendemos com o caso CPia ainda acredita nos noticiários? e tudo o mais que dizem e mostram na tv?

Ganhe 2 h a ver este filme:

zeitgeist movie

(Procure no google)

Não se descarrega, vê-se como qualquer outro filme.
E aprende-se muitíssimo.

Bom Ano de 2008